Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Provas teóricas

Testes teóricos desafiam participantes da 7ª Olimpíada Brasileira de Agropecuária

Acesse as fotos do Flickr!

36586948980 387760fec8 z“Matadouros”, “Elite Made in Roça” e “Tô de boa”. Na lista de presença das seis salas de provas da 7ª Olimpíada Brasileira de Agropecuária (OBAP), que neste ano acontece em Barbacena, o nome das equipes já demonstra a diversidade entre os participantes. Nesta edição, 59 equipes de 20 estados realizaram na manhã deste sábado, dia 02 de setembro, a etapa teórica da competição, que envolve 24 questões, entre objetivas e discursivas.

Segundo a coordenadora técnica da OBAP e coordenadora de olimpíadas científicas do Instituto Federal do Sul de Minas, Cássia Mara Ribeiro de Paiva, esta é a primeira etapa das provas entre equipes e ocorreu dentro das expectativas da coordenação. “Estamos tendo um grande apoio do IF Sudeste MG- Campus Barbacena. Para nós, fazer aqui, que é a mais antiga das escolas agrícolas do país, com 107 de história, está sendo muito gratificante”.

36984286405 778e8dbe48 zMarcelo Henrique Gonçalves Teixeira tem 16 anos e veio representando a equipe do Campus Avançado Hidrolândia do Instituto Federal Goiano. “Achei a prova muito bem elaborada, de fácil entendimento, para quem estava com domínio do conteúdo da prova”, conta o estudante que é aluno do 2º ano do curso Técnico em Agropecuária Integrado. Além do goiano, outros dois colegas e um professor vieram especialmente para participar das olimpíadas.

Assim como Marcelo, Alessandro Rodrigues Nunes, de 23 anos, aluno do último ano do curso Técnico em Agropecuária do Campus Bananeiras do Colégio Agrícola “Vidal de Negreiros” da Universidade Federal da Paraíba, também elogiou a elaboração das questões da prova teórica, “o interessante é que foi abordado temas da nossa agricultura em geral, permitindo aos estudantes de diversas regiões adaptarem a sua realidade local e aos diversos cultivos de nosso país”, ressalta.

36844027571 0257db9b30 z 1Para Clara Pereira Siqueira, de 19 anos, aluna do curso Técnico em Agropecuária do Campus Pelotas do Instituto Federal Sul-Rio Grandense, participar da 7ª OBAP vai agregar uma experiência valiosa em seu currículo, já que pretende seguir na área cursando a graduação em Agronomia. Foi em busca dessa mesma oportunidade, que a jovem Rafaele Santos cruzou o país, vindo representar o Campus Humaitá do Instituto Federal do Amazonas na olimpíada. Antes de chegar a Barbacena, Rafaele e dois colegas participaram de uma seleção de equipes dentro do campus. Como tiveram a melhor pontuação vieram representar o campus amazonense. Apesar de estar  ainda no primeiro semestre do curso integrado e ter encontrado dificuldades em algumas questões, Rafaele se diz confiante no resultado da equipe. “Sinto que sou privilegiada de poder estar aqui”, garante.

A competição segue no período da tarde, a partir das 13h30, com as provas práticas. A cerimônia de premiação acontecerá neste domingo, dia 03 de setembro, a partir das 08h30.

Texto: Juliana Rodrigues de Almeida da Assessoria de Comunicação do IF Sudeste-MG

Revisão: Assessoria de Comunicação/IFSULDEMINAS - Reitoria

Data: 02/09/2017

.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página