Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Permanência e êxito

IFSULDEMINAS lidera indicadores de permanência e êxito na Rede Federal

post exitoCom o avanço na oferta de cursos e a expansão do número de vagas das instituições da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica (EPT), cresce também a preocupação com a permanência e êxito dos estudantes. Uma pesquisa feita pela professora Érica Galindo, do Instituto Federal do Rio Grande do Norte, envolvendo as instituições federais de ensino, reuniu dados dos ingressantes de 2009 a 2016 por meio do Sistema Nacional de Informações da Educação Profissional e Tecnológica (Sistec), a fim de obter indicadores para análise. Das 41 instituições da Rede Federal, o IFSULDEMINAS se destacou com mais de 70% dos estudantes que concluíram os estudos de forma exitosa.

Em andamento, o trabalho de pesquisa prevê a apresentação dos resultados finais e conclusões para o final deste ano. No entanto, os apontamentos iniciais demonstram os esforços das instituições que já colocaram em prática a discussão do tema e que estão construindo políticas educacionais com o intuito de reduzir os índices de evasão. Nesse contexto, o IFSULDEMINAS sempre desenvolveu ações para enfrentamento do problema, fornecendo subsídios para a reflexão e proposição de alternativas que possam impactar nessa realidade.

O professor Carlos Alberto Machado Carvalho, pró-reitor de Ensino do IFSULDEMINAS, explica que a evasão escolar é um problema sistêmico nas instituições de ensino do país, que registram todos os anos altos índices nos diversos níveis e modalidades de ensino. Segundo o professor, as causas são difíceis de serem identificadas e combatidas, pois além de envolverem questões qualitativas dos próprios sistemas de ensino, também envolvem questões pessoais, familiares, culturais, financeiras, conjunturais, históricas, conceituais e muitas outras. “No cotidiano, estas questões se entrelaçam e potencializam a dificuldade de percepção dos seus reais motivos”, comentou.

Para o pró-reitor, Independentemente de valores absolutos ou relativos em qualquer pesquisa ou estatística sobre a questão, a permanência e o êxito dos estudantes nas instituições de ensino é um grande desafio, que deve estar permanentemente na agenda das discussões pedagógicas, em qualquer tempo. “No IFSULDEMINAS, contamos com profissionais dedicados que trabalham em ações cotidianas, envolvendo as equipes multidisciplinares dos campi. As “grandes” ou as “pequenas” ações, não importa a dimensão, são de alta relevância para a permanência e êxito de nossos estudantes. Temos certeza de que este trabalho é decisivo para esta posição de destaque do IFSULDEMINAS dentro da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica”.

Para o reitor Marcelo Bregagnoli, um trabalho voltado para a permanência e êxito dos estudantes é fundamental para que haja a redução dos índices de evasão e retenção, como é o caso do IFSULDEMINAS, aumentando as possibilidades de inserção dos jovens no mundo do trabalho. "Esse trabalho tem sua fundamentação pautada em ações sistemáticas e contínuas, envolvendo todas as unidades e setores, tais como: acompanhamento psicopedagógico; qualificação de docentes e técnicos administrativos; preocupação com a sustentabilidade e a capacidade administrativa; oferta do auxílio estudantil, bolsas para projetos de pesquisa e extensão, editais de apoio às atividades artísticas, esportivas e técnico-científicas; alimentação; alojamento e infraestrutura adequados; apoio para realização de intercâmbio, entre outras ações. Trata-se de um plano robusto no qual o resultado é a formação, da melhor maneira possível, de pessoas para o labor e os embates da vida", disse.

grafico matriculas rede federal

Políticas para permanência e êxito

Publicado em 2016, o Plano Estratégico para Permanência e Êxito dos Estudantes (PEPE), construído pela Pró-Reitoria de Ensino com a participação dos campi e das pró-reitorias de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação e de Extensão, ajustou projetos e ações já existentes na instituição, contemplando o diagnóstico das causas da evasão e retenção dos estudantes e ações políticas, administrativas e pedagógicas que visam ampliar as possibilidades de permanência e êxito dos estudantes no processo educativo. Esse instrumento constitui-se como uma ferramenta para análise, desenvolvimento e acompanhamento das ações. O assunto também foi tema do 1º Dia Escolar do IFSULDEMINAS, realizado no dia 19 de maio deste ano (confira). As discussões abordaram questões que envolvem o cotidiano escolar e as práticas de ensino, pesquisa e extensão com o objetivo de propor ações que promovam a permanência e o êxito

As proposições foram reunidas em um relatório publicado pela Pró-Reitoria de Ensino (clique e acesse). A discussão do tema tem sido importante para consolidar e amadurecer ideias, estratégicas e ações. Com intensa participação de docentes e técnicos administrativos, o 1º Dia Escolar do IFSULDEMINAS demonstrou a importância de ouvir a comunidade acadêmica e de construir políticas educacionais de forma coletiva.

Entre os muitos desafios que envolvem o tema da permanência e êxito, colocar as proposições em prática pode ser considerado mais importante do que o próprio planejamento. Por isso, o envolvimento de quem está ao lado dos estudantes é fundamental. Uma pesquisa pós-evento realizada com a comunidade acadêmica registrou cerca de 160 temas para discussão no próximo encontro. No calendário acadêmico do Instituto, está prevista a segunda edição do evento para dia 22 de setembro, quando será abordado o tema "A educação Inclusiva no IFSULDEMINAS".

A expansão da educação profissional

O Instituto Federal do Sul de Minas (IFSULDEMINAS) junto a outros 37 institutos federais, dois cefets e o Colégio Pedro II compõem, desde 2008, a Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica. Com forte responsabilidade social e movidas pelo compromisso de desenvolver a região onde atuam, essas instituições têm como missão oferecer educação profissional pública, gratuita e de qualidade a jovens e trabalhadores. Em seus 644 campi, são aproximadamente 60 mil servidores (professores e servidores técnico-administrativos) e mais de um milhão de matrículas. Desse total, cerca de 39 mil estudantes estão matriculados em pouco mais de 160 cursos de diversos níveis e modalidades, nos oito campi do IFSULDEMINAS, que saltou de quatro mil alunos, em 2008, para o número atual.

Texto: Ascom/IFSULDEMINAS - Reitoria

Data: 28/08/2017

Fim do conteúdo da página