Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Provas práticas

Provas práticas da Obap envolvem análise de solo e identificação de deficiências nutricionais em plantas 

Acesse as fotos no Flickr!

36997690725 a7a35daaed zOs participantes da Olimpíada Brasileira de Agropecuária (Obap) tiveram que, literalmente, colocar a mão na terra neste sábado, 2 de setembro. Em uma das provas práticas, os participantes fizeram a retirada de solo para análise de uma área delimitada no Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais – Campus Barbacena. Em outro momento, identificaram a falta de nutrientes das plantas por meio de fotos de diversas espécies. Mais de 50 equipes participam da fase presencial da Obap. O resultado final será divulgado na manhã deste domingo, dia 3.

36997725715 c1b3164673 zNa análise do solo, os jovens precisaram demonstrar conhecimento sobre o uso dos equipamentos, além da técnica correta de escolha das áreas a serem analisadas e de retirada da terra. “Os alunos precisam colher diversas amostras do terreno para avaliação. Para termos um resultado correto, não devemos retirar terra em áreas como caminho de bois e perto de formigueiros. É preciso escolher uma área adequada, limpá-la, fazer um buraco de 20cm, colocar a terra no balde, misturá-la e colocar no saco para análise”, explicou o pesquisador da Embrapa e membro da comissão, Alfredo José Barreto Luiz. “O solo é a base de tudo em nossa profissão. Por isso, decidimos fazer esta prova. Assim, podemos observar se a técnica está padronizada em todas as escolas”, ressaltou o professor do Campus Barbacena, Marcos Caldeira Ribeiro.

36997787285 84d9b43540 zNa outra prova, os grupos receberam fotos de diversas espécies de plantas com alterações nas cores e no formato. Eles deveriam identificar as deficiências de macronutrientes – como nitrogênio, fósforo e potássio – e de micronutrientes – como cobre, ferro e manganês. Os estudantes tiveram 20 minutos para avaliar todas as espécies. A equipe do Instituto Federal de Minas Gerais – Campus São João Batista considerou o tempo suficiente para fazer a análise. “Deu para fazer tranquilamente”, declarou Pedro Victor dos Santos, 17 anos. “Como as imagens eram impressas, meu receio era de que não conseguíssemos visualizar direito”, disse Jânio Júnior Pinto Galdino, 17. “Mas as fotos estavam muito nítidas”, completou Evandro Rocha Pereira, 17.

Participação no evento

Os alunos do Instituto Federal Catarinense – Campus Videira, mesmo ansiosos com a realização da prova, não deixaram de demonstrar a satisfação de estarem participando da olimpíada. “Está superando nossas expectativas. Isso aqui é legal demais”, falou, empolgada, Regina Ariotti, 19, ao lado dos colegas de equipe Everton Zanotti, 23, e Eduarda Zago, 19.

A Obap não está sendo proveitosa apenas para os alunos. A equipe organizadora se mostra satisfeita com a parceria feita entre o IFSULDEMINAS e o IF Sudeste MG. “Esta interação está sendo muito positiva. Estamos observando mobilização e sincronia entre todos”, comemorou o pró-reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação do IFSULDEMINAS, José Luiz de Andrade Rezende Pereira.

Texto: Lidyane Souza da Assessoria de Comunicação do IF Sudeste-MG

Revisão: Assessoria de Comunicação/ IFSULDEMINAS - Reitoria

Data: 03/09/2017

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página